terça-feira, 22 de agosto de 2017

Projeto: Quarto de casal

Para esse quarto de casal funcionar e atender melhor às demandas dos clientes, foi necessário incorporar uma varanda que tinha nele. Até porque a varanda era pequena como espaço de aproveitamento para pessoas, e tinha espaço suficiente para nos atender nos armários que eram necessários.


Os clientes queriam que todo cantinho fosse aproveitado para guardar as coisas deles, e consegui atender bem ao que eles queriam.



Pelas normas do prédio, não era possível fazer um armário teto/chão, pois as costas do armário deixariam a fachada diferente...e diminuiria a entrada de luz. Então segui o padrão de instalação da cortina de vidro e coloquei uma cortina com blackout em cima da sapateira (nesse caso não foi possível instalar uma persiana porque os ganchos da cortina de vidro impediam a instalação dela).




Emendei o painel da Tv nas portas do armário propositalmente, para que desse essa sensação de um painel único. Tanto o painel, quanto as portas foram laqueadas na mesma cor. O espelho na outra parede, além de ampliar, dá continuidade à outra porta de armário.


Utilizei na cabeceira um recurso que gosto muito, que é inserir arandelas substituindo um abatjour.Assim o criado fica livre para colocação de objetos pessoais.





quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Projeto: quarto de bebê

Um dia eu recebi um whatsapp de uma cliente antiga, eu tinha feito o apartamento dela quando ela estava casando... "Ju, tudo bem? Tenho uma novidade!" Na hora pensei em gravidez. E ela: "Estou grávida! Esperando 3 meninos!". A gente não tem como ficar mais feliz, né? Mas desenvolver o quarto dos três seria um desafio: o espaço não era lá tão grande e eles iam ficar juntos.
No meu instagram (@jurfaria) todo mundo acompanhou a montagem, os detalhes. E hoje é chegado o dia do projeto completo! Fizemos tudo em tempo recorde, pois a gravidez de trigêmeos tem uma duração menor que uma de uma criança... Eles nasceram 2 semanas depois do quarto entregue!
A base definida como cor foi a dos berços. Eles foram feitos (medida especial) em laca cinza bem clara. A partir daí fiz a escolha do papel de parede e dos tecidos que seriam utilizados nos rolinhos dos berços, nas almofadas e trocador.
Na cômoda optei por um azul mais fechado, tipo uma cor de jeans para contrastar com as cores mais leves. O colorido veio para os nichos e prateleiras.













parceiros nesse projeto:
Madriart Móveis
Ana Luiza Decorações
Tom Sobre Tom
fotos: Kika Antunes

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Revista Cidade: Home Office

No Stories do Instagram eu já dei uma canja da minha coluna da Revista Cidade. Como sempre a edição da Revista está linda e vale a pena acessar não a matéria de decoração, mas toda ela! shoppingcidade.com.br




segunda-feira, 24 de julho de 2017

Cabeceiras

Há um tempo atrás não existiam tantas opções de colchões, camas, etc. Então todas as pessoas faziam suas escolhas de camas apenas se baseando no design da cabeceira e se haveria cama auxiliar (bicama) ou não. No máximo um beliche quando faltava espaço ou a quantidade de filhos era grande.
Hoje não só a opção de tipos de cabeceiras aumentou, como a oferta e tipos de colchão (e tamanhos) é bem maior.

A primeira coisa a ser definida é o tamanho do colchão. Em seguida, a definição se vai ser de mola, de espuma, box, bibox, tipo baú... A partir daí, o espaço que temos disponível conta muito para a definição do tipo de cabeceira.


                                 
 Nesse quarto a opção foi por um box com cama auxiliar, e ele vai ficar encostado nesse painel com nicho. O painel foi revestido de couro facto, o nicho de laca recebeu iluminação e acrílico para segurar os objetos e livros que são colocados nele.

 Já nesse quarto, a cama é básica, com colchão de espuma. O painel de laca que contorna as paredes funciona como cabeceira e a bancada estreita atrás auxilia como um criado.



                            
Nesse projeto, utilizei cama box padrão, e por ser um quarto pequeno, desenvolvi uma cabeceira tipo baú, onde ficam guardados edredons, travesseiro... O acabamento é de melamínico branco e o criado compartilhado veio em madeira escura para contrastar.


 

E cama box sem cabeceira e sem painel, pode? Claro que sim! E uma das opções utilizei a ideia de sofá para poder tornar a cama mais confortável.

Nesse caso a cabeceira foi desenvolvida tipo painel e ela ajudou a disfarçar o pilar da parede. Aqui a opção foi por um modelo de painel mais alto.


A utilização de espelhos também funciona, e nesse caso mesclei com uma plotagem de uma foto do casal centralizada.

Nesse quarto, também com cama box, desenvolvi um painel com nicho para colocação de fotos. Um detalhe de perfil de alumínio dão um efeito bem leve para a estrutura.


Mais uma opção de painel alto e espelhos. Aproveitei o painel para instalar arandelas e deixar os criados mais livres. A diferença aqui fica no painel que vira nas laterais e faz um conjunto bem harmonioso com os criados.

Nesse quarto a opção foi por cama tradicional, com cabeceira. Revestida de linho, quase na cor da parede, ela vira um complemento bem leve.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Vamos falar de acústica?

No meu instagram (@jurfaria) na semana passada, eu pedi aos meus seguidores que me dissessem um assunto que eles gostariam de ver aqui no blog. O primeiro deles foi a respeito de acústica.

Em janeiro de 2013 eu fiz esse post AQUI .
E hoje vou complementar as informações, principalmente no que toca à casas geminadas.
Para quem não sabe, casa geminada é aquela que as paredes são divididas com o vizinho, ou seja, a mesma parede da sua sala é a parede da sala do seu vizinho. E nesse tipo de construção é bem comum a queixa de barulho... Até conversas, dependendo da espessura da parede, podem ser ouvidas, e isso não é nada legal, né?

Bem, no caso dessas paredes compartilhadas, uma boa solução é você fazer uma parede nova por cima, que pode ser drywall, afastada 5cm. O segredo está em utilizar a manta de lã de vidro ou de rocha no meio dessas duas paredes.



O ideal é que você contrate um profissional que possa te auxiliar a silenciar a sua casa. Nada como a ausência de ruídos para podermos viver melhor!

quarta-feira, 28 de junho de 2017

IIluminação compacta

Finalizei um projeto esses dias e precisei encontrar um abatjour de medidas reduzidas para colocar em uma mesa lateral pequena também. Quem me segue no InstaGram (@jurfaria) viu o resultado final. Ficou show!
E então eu resolvi dar uma olhada para ver outras peças compactas que vocês podem colocar naquele canto que precisa de uma luz mas não cabe um abatjour tradicional!

 Esse é o Palma, da designer Cristiana Bertolucci. Ele é de freijó maciço com cobre. 22 cm altura x 14 cm largura.


 Este é o Mini Grun, vendido na Leroy Merlin. Ele é de madeira pintada de cobre e tecido. 25 cm altura x 20 cm diâmetro


 Estes são o Bloc da Interpam. São de alumínio pintado, podem variar as cores. 30 cm altura x 6,9 cm largura


 Já este modelo é o Blom, da Fontana Arte. Ele é de Polietileno, policarbonato e alumínio. Também tem em outras cores e ele tem 24 cm de diâmetro.


 O abatjour Brotas também é da Cristiana Bertolucci, e é de latão e cobre. As cores também podem ser alteradas. 18 cm de altura, já com a lâmpada.



Abatjour Cyprium da Etna. A base não foi informada o material e o corpo é de cobre. 17 cm de altura x 20 cm de largura


E para finalizar, o Binic, da Foscarine. Esse foi o escolhido da casa da minha cliente! Ele é de polietileno e as medidas são 14 cm altura e 12 de diâmetro.

terça-feira, 23 de maio de 2017

Reforma - Quanto custa?

Esse projeto foi desenvolvido há bastante tempo, e a cliente me chamou para reformar o sofá e poltrona da sala porque os tecidos estavam muito desgastados e precisando trocar.
Ela não queria mudar a proposta inicial porque as cores a atendem muito bem. Tanto o sofá quanto o banco estavam revestidos de couro sintético, e hoje a qualidade deste material não é a mesma de antes, ele quebra e rasga muito rápido...
Optei por um tecido em um tom um pouco mais escuro para o sofá e no mesmo tom para o banco. Deixei a diferença e a novidade para a poltrona. É a primeira peça que vemos ao entrar no apartamento e seria bem interessante chamar a atenção para ela!

antes

depois


Foi preciso também melhorar as almofadas do assento do sofá pois já estavam meio deformadas. O estofador conseguiu nos atender na escolha dos tecidos do sofá e banco. Já para a poltrona, fui na Donatelli fazer a especificação (no meu insta @jurfaria eu postei as opções).

Total investido:
Mão de obra das 3 peças e tecido do sofá e banco - R$ 2.500,00
6m de tecido Donatelli - 180,00 + 75,00 do frete

Foi ou não uma mudança que valeu muito à pena? Com bons profissionais e boas especificações a casa pode se transformar a um custo bem interessante!

Quem se interessar, o estofador é o Betão - (31) 98501.4126
Não tenho interesse em prejudicar ninguém, muito menos ferir direitos autorais. Se alguma foto que ilustra o blog é de sua autoria e não lhe foi dado o devido crédito, envie um email que terei prazer em mencionar. Caso você queira que a sua foto seja retirada, atenderei sua solicitação de imediato!